• Acessórios Complementares
  • CPVC Fire
  • Flexível para Sprinklers
  • Linha Grooved
  • Produtos Elétricos
  • Sistemas de Espuma
  • Sprinklers
  • Válvulas e Sistemas
  • Válvula de pré-ação – G-2000P

    Válvula de pré-ação – G-2000P

    1. DESCRIÇÃO
    Os sistemas Viking supervisionados de pré-ação com liberação elétrica/pneumática e duplo intertravamento utilizam a válvula G-2000P da Viking. A válvula Viking modelo G-2000P, de perfil pequeno, leve e operada por piloto vem completa, como mostrado na figura 8. A tubulação do sistema é pressurizada com ar ou nitrogênio para servir tanto como meio de supervisionar a integridade da rede de tubos e como parte da operação de liberação do sistema. Este recurso serve para evitar vazamentos não detectados na tubulação do sistema. Se a tubulação do sistema ou um sprinkler estiver danificado, a pressão de supervisão é reduzida e um alarme de supervisão de “ar baixo” é ativado.
    Esta válvula reinicializada externamente operada por piloto também incluiu um diafragma de retenção interno, que elimina a necessidade de que uma válvula de retenção separada seja instalada no tubo ascendente do sistema.
    Os sistemas de pré-ação com liberação elétrica/pneumática de duplo intertravamento requerem o uso de um solenoide elétrico normalmente fechado (NC) de 24 VCC e um acionador pneumático. O solenoide elétrico é conectado a um painel de controle de liberação compatível e dispositivos de detecção compatíveis. O acionador pneumático é controlado pela pressão de ar contida dentro da tubulação do sistema sprinkler. Em condições de incêndio, tanto o solenoide como um sprinkler deve abrir para que a válvula G-2000P opere. Quando ambos, o solenoide e o acionador pneumático, abrem, a água é aliviada do conjunto de câmara de escorva interna. A câmara de escorva colapsa e a água passa através da válvula G-2000P e do diafragma de retenção interno à rede de tubulação. O sistema sprinkler inteiro fica cheio de água.
    Os sistemas de pré-ação com liberação elétrica/pneumática são comumente utilizados em aplicações de armazenamento a frio e outras áreas em que é importante controlar descarga acidental de água em razão de dano inadvertido na tubulação do sprinkler.
    3. DADOS TÉCNICOS
    Especificações:
    Pressão nominal: 250 PSI (17.2 bar) pressão de trabalho da água.
    Testada hidrostaticamente em fábrica a: 500 PSI (34,5 bar)
    Perda por atrito (dada nos pés do tubo Schedule 40 com base na fórmula de Hazen& Williams C = 120):
    Válvula modelo G-2000P: 8,5’
    10” Seção do tubo: 1’
    Válvula de controle de fornecimento de água: 1,9’
    Fator Cv da válvula modelo G-2000P: 115,6
    Cor da válvula: Preta

    Q = Cv √ΔP/s
    Q = Fluxo
    Cv = Fator de fluxo (GPM/1 PSI ΔP)
    ΔP = Perda de pressão através da válvula
    S = Gravidade específica do fluido

    Compartilhar

    Ficha Técnica